câncer de intestino

6 mitos e verdades sobre câncer de intestino

O câncer de intestino, também chamado de colorretal, é um dos tipos mais incidentes no Brasil. Geralmente, surge a partir do crescimento anormal de tecido na parede interna do cólon ou do reto. Entre os sintomas mais frequentes estão a constipação, as cólicas e diarréias frequentes.

No entanto, em função da grande quantidade de informação disponível na internet, surgem muitas dúvidas sobre o assunto. Além disso, nem todas as afirmações são verdadeiras. Neste sentido, preparamos uma lista com os mitos e verdades mais comuns.

1. O câncer colorretal acomete mais homens que mulheres.

Mito. As estatísticas apontam para percentuais semelhantes de casos em pacientes do sexo masculino e feminino. Apesar disso, trata-se do segundo tipo de câncer mais comum entre mulheres e o terceiro entre os homens.

2. Não existe prevenção contra o câncer de intestino.

Outro mito da internet. Assim como a maioria dos tumores malignos, o câncer colorretal pode ser prevenido a partir da adoção de um estilo de vida saudável. Neste sentido, mude sua alimentação e passe a consumir mais frutas, legumes e verduras.

Outrossim, para reduzir a probabilidade de desenvolver um câncer de intestino, diminua a ingestão de carne vermelha, embutidos, alimentos gordurosos e bebida alcoólica, além da necessidade de parar de fumar.

3. A colonoscopia é um procedimento doloroso.

Mito. A colonoscopia é o principal procedimento utilizado para a remoção de tumores em estágio inicial. Porém, há um grande temor dos pacientes em realizá-lo, em função dos muitos mitos que existem sobre o assunto.

Embora seja um procedimento invasivo e tenha um preparo desagradável, o paciente não sente dor. Isso porque ele é previamente sedado. Na maioria dos casos, a colonoscopia leva cerca de 30 minutos.

4. Pessoas de raça negra estão mais suscetíveis ao câncer colorretal.

Verdade. Tanto homens quanto mulheres negras estão mais propensos a desenvolverem o câncer de intestino, quando comparados às outras raças. Além disso, têm maiores chances de vir a óbito. As causas para tal ainda não são conhecidas.

5. A colonoscopia é a única forma de diagnosticar o câncer de intestino.

Mais uma verdade. A colonoscopia é o exame padrão no rastreamento deste tipo de tumor. Através deste procedimento, todo o cólon é avaliado e, caso sejam identificados pólipos, eles podem ser removidos.

Entretanto, existem outras alternativas de exames que contribuem para o diagnóstico, tais como, sigmoidoscopia flexível, colonoscopia virtual, exames de sangue oculto e de DNA nas fezes.

6. O câncer colorretal só afeta pessoas com mais de 50 anos.

Mito. Mesmo com uma taxa maior de pacientes acima dos 50 anos, o câncer de intestino pode afetar pessoas de qualquer idade, principalmente se houver fatores de riscos associados, como histórico familiar da doença ou mutações genéticas específicas.

Por isso, se for diagnosticado um risco aumentado para este tipo de tumor maligno ou houver sintomas específicos da doença, procure um médico para ser avaliado, independente da sua idade.

Enfim, é necessário estar atento às informações que são compartilhadas na internet. Com a leitura deste post, você conheceu os principais mitos e verdades divulgados a respeito do câncer de intestino.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião geral no Rio de Janeiro!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp