azia

Quando a azia é sinal de preocupação?

A sensação de queimação na garganta logo após as refeições é um sintoma conhecido pela população como azia. Embora não costume indicar um problema sério, existem situações em que pode se tornar motivo de preocupação.

Você sabe como ela ocorre? Conhece as causas mais comuns? Neste post, você vai entender um pouco mais sobre esse sintoma e saberá quando ela indica um risco para a saúde.

O que é azia?

A azia é um sintoma incômodo que pode ser definido como uma queimação na região do estômago, mas que pode ser sentida na garganta. Na maioria dos casos, é consequência da ingestão de grandes quantidades de comida ou de alimentos ricos em gordura.

Além disso, costuma ser sentida com mais frequência por gestantes ou pessoas acima do peso, pois, o estômago tende a ser mais pressionado pelas estruturas ao redor. Entretanto, o desconforto desaparece espontaneamente.

Como ela ocorre?

A azia é resultado da presença de ácido gástrico no esôfago, que o alcança em função do relaxamento ou enfraquecimento do esfíncter esofágico, uma válvula que impede o retorno das enzimas estomacais.

Na maioria dos casos, essa acidez surge quando há o consumo de grande quantidade de alimento, levando à distensão dos músculos do esfíncter. Essa condição é chamada de refluxo gastroesofágico.

Contudo, além da alimentação inadequada, a azia também ocorre durante a gravidez. Isso porque há um aumento da pressão intra-abdominal causada pelo volume interno ou por ações hormonais comuns neste período. A seguir, listamos outras situações onde a azia é um sinal de preocupação:

  • intolerância alimentar: a dificuldade de digestão de alguns alimentos faz com que os nutrientes se acumulem no estômago, causando a sensação de queimação.
  • hérnia de hiato: condição na qual há a protrusão do estômago para dentro da cavidade torácica. Esse quadro pode causar o refluxo e consequentemente a azia;
  • esofagite: consiste na inflamação do esôfago causada pelo contato de ácidos estomacais com o seu tecido;
  • gastrite: trata-se da inflamação do estômago provocada por infecções, estresse, alergias, alterações no sistema imunológico ou pelo uso de medicamentos.

Como evitar?

A prevenção da azia passa por evitar os fatores que a provocam. Neste sentido, a principal medida é regular a quantidade de alimentos ingeridos durante as refeições, em especial os mais gordurosos.

Além disso, outra dica para reduzir a sensação de queimação após as refeições é evitar se deitar nas primeiras horas, facilitando a digestão dos alimentos. Ademais, você também pode adotar as seguintes medidas preventivas:

  • diminuir o consumo de alimentos de difícil digestão, pois provocam a liberação excessiva de suco gástrico. Por exemplo, biscoitos, molhos, salsicha, refrigerante e outros alimentos industrializados;
  • evitar a ingestão de bebidas durante as refeições. Isso porque o ácido presente no estômago se mistura com o líquido ingerido, fazendo com que suba para o esôfago;
  • fazer todas as refeições diárias para não deixar a mucosa do estômago em contato constante com o pH ácido do suco gástrico;
  • controlar o peso corporal, pois o excesso de peso pressiona o estômago e empurra o ácido gástrico para fora do órgão.

Assim, ao seguir essas orientações, você reduz a recorrência da azia. No entanto, se a condição se tornar crônica, procure um médico para ser avaliado, pois pode indicar um problema mais sério.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião geral no Rio de Janeiro!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp