Doença de Crohn

Doença de Crohn: causas, sintomas e tratamento

Doença De Crohn: Causas, Sintomas E Tratamento

Segundo pesquisa realizada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a incidência de doenças inflamatórias intestinais triplicou no Brasil, sendo a colite ulcerosa e a doença de Crohn os quadros mais comuns.

Neste post, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre essa patologia, desde os sintomas e causas até as principais formas de tratamento. Então, se você quer saber mais sobre o assunto, este texto é leitura obrigatória.

O que é a doença de Crohn?

Trata-se de uma doença autoimune que provoca inflamações no trato digestivo, contribuindo para a formação de úlceras na sua mucosa e sangramento. Geralmente, o cólon e o íleo são as áreas mais afetadas pelo quadro.

Ainda, as inflamações provocadas pela doença de Crohn são invasivas e podem atingir tanto a parte superficial dos intestinos quanto as camadas da parede intestinal. A patologia é mais comum entre pessoas na faixa etária de 20 a 40 anos, principalmente para aqueles que são fumantes.

Como a doença é causada?

As causas da doença de Crohn ainda não estão completamente elucidadas. Porém, acredita-se que haja uma forte relação com fatores genéticos e ambientais. A alimentação, o estresse e o uso contínuo de anti-inflamatórios não são fatores associados à origem do quadro, mas sim ao seu agravamento.

Ademais, existe um consenso de que as doenças inflamatórias intestinais (DII) sejam provocadas por algum tipo de infecção bacteriana ou viral. A partir disso, as células de defesa do organismo passam a atacar indevidamente o trato digestivo, levando à inflamação crônica dos tecidos. 

Quais são os sintomas?

O sintoma mais característico da doença de Crohn são as dores abdominais que causam grande incômodo. No entanto, a condição também se caracteriza pelos seguintes sinais: cólicas intestinais, diarreia, fezes com sangramento e muco, perda de peso, febre, anemia, náuseas e vômitos.

Além disso, a patologia é sistêmica, ou seja, pode afetar outras partes do corpo. Por isso, não é raro encontrar pacientes com inchaço nas articulações, crises de afta e erupções cutâneas. Quando é grave, a doença provoca o surgimento de abscessos, obstrução ou até perfuração intestinal.

Como é o tratamento?

O tratamento da doença de Crohn visa reduzir a resposta do sistema imunológico e, consequentemente, aliviar a febre, diarreia, cólicas e dores abdominais. Além disso, diminui o risco de complicações.

Para isso, o médico pode atuar em três frentes: tratamento farmacológico, não farmacológico e cirurgia. No primeiro caso, são prescritos glicocorticóides, imunomoduladores, 5-aminossalicilatos orais e terapias biológicas.

Já o tratamento não farmacológico consiste no controle da alimentação a partir da avaliação individual de alimentos que exacerbam ou não os sintomas. Geralmente, a condição faz com que os pacientes desenvolvam intolerância à lactose.

Ademais, o profissional responsável pelo tratamento também irá recomendar que o paciente evite a ingestão de alimentos gordurosos, picantes ou com cafeína. Outrossim, é preciso abandonar o cigarro e o uso de anti-inflamatórios.

Ainda, a cirurgia é indicada nos casos em que há fístulas, perfurações e obstruções. Quanto mais agressiva a doença, maior a necessidade de remover cirurgicamente algum segmento do intestino.

Então, com a leitura deste post, você conheceu tudo o que há de mais importante sobre a doença de Crohn. Portanto, caso identifique algum sintoma característico, converse com seu médico para ser avaliado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião geral no Rio de Janeiro!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp