Obesidade e diabetes

Obesidade e diabetes: existe relação?

Obesidade E Diabetes: Existe Relação?

Segundo o relatório da pesquisa Vigitel, nos últimos 13 anos, houve um aumento de 67,8% no número de brasileiros diagnosticados com obesidade. Outro estudo, desta vez da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), aponta que a taxa de incidência de diabetes no Brasil cresceu 61,8% nos últimos dez anos.

A proximidade entre esses números não é uma coincidência. Na verdade, eles revelam uma forte conexão entre as duas patologias. Neste post, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

 O que é obesidade?

Trata-se de uma doença crônica que se caracteriza pelo acúmulo excessivo de gordura corporal em um indivíduo, sendo reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma epidemia mundial.

Ainda, a obesidade é diagnosticada a partir da avaliação da circunferência abdominal e do Índice de Massa Corporal (IMC) do paciente. O cálculo é obtido através da divisão entre peso (kg) e altura (m) ao quadrado. Quando o resultado é superior a 30 kg/m2, o indivíduo é considerado obeso.

Ademais, em função de todas as transformações que provoca no organismo do paciente, a obesidade é apontada como a origem de diversos problemas de saúde, tais como, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias, depressão e diabetes tipo 2.

O que é diabetes?

Trata-se de uma patologia caracterizada pelo aumento do nível de glicose no sangue (hiperglicemia crônica) associado a distúrbios no metabolismo das proteínas, lipídeos e carboidratos. 

Ainda, nos pacientes diabéticos, o pâncreas não produz a quantidade necessária de insulina, hormônio responsável por regular a presença de açúcar no sangue, ou quando não é capaz de utilizá-la de maneira eficaz.

Quando é do tipo 1, o diabetes tem origem em um distúrbio no sistema imune, que passa a atacar as células do pâncreas, afetando seu funcionamento. Já o tipo 2 surge com o tempo em função da ingestão excessiva de carboidratos de absorção rápida e doces.

Qual a relação entre obesidade e diabetes?

Embora haja um forte componente genético para o desenvolvimento do diabetes tipo 2, o excesso de peso associado ao sedentarismo é um dos principais fatores de risco para o aparecimento da doença.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), estima-se que até 90% dos pacientes portadores deste tipo de diabetes sejam obesos, principalmente aqueles com mais de 40 anos.

Ainda, a alimentação desbalanceada, com alto consumo de carboidratos refinados, leva ao acúmulo de gordura abdominal. Esse excesso de peso pode se depositar no pâncreas e em outros órgãos, prejudicando a ação da insulina e aumentando as taxas de açúcar no sangue.

Dessa forma, a perda de peso é a melhor forma de evitar o aparecimento do diabetes. Mesmo em pacientes já diagnosticados, a redução no consumo de calorias pode ser a única ação necessária para controlar a doença.

Portanto, procure realizar atividades físicas regulares e adotar hábitos alimentares saudáveis. Com essa mudança no estilo de vida, você afasta o risco do diabetes e de outras patologias que podem surgir em função da obesidade.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião geral no Rio de Janeiro!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp